• Manual psicopedagógico de SANDPLAY

Manual psicopedagógico de SANDPLAY

  • Editora: EDICON
  • Autor: AZEREDO
  • Produto disponível

  • R$50,00


Especificação
Título MANUAL PSICOPEDAGOGICO DE SANDPLAY CAIXA DE AREIA
Autor(a) Clélia Marília Heusser Azeredo
ISBN 9788529009742
Edição / Ano 1/2015
Número de Páginas 142
Dimensões 21x14x1
Capa BROCHURA
Descrição
A CAIXA DE AREIA É UMA TÉCNICA SEM REGRAS, ONDE O APRENDIZ CONSEGUE REALIZAR A ATIVIDADE DE FORMA ESPONTÂNEA, EM CIRCUNSTÂNCIAS SEGURAS. O OBJETIVO PRINCIPAL DESTA TÉCNICA É FAZER COM QUE O APRENDIZ POSSA SER E AGIR LIVREMENTE.

Esse livro é resultado de um trabalho de pesquisa e dedicação que elaborei para ajudar os profissionais que estão se iniciando na técnica SANDPLAY (Caixa de Areia).
É importante e necessário que todo profissional se dedique e amplie esta técnica, com suas contribuições pessoais e profissionais para que seja bem conhecida e divulgada na área da Psicopedagogia.

Sumário
Parte I – Considerações Gerais

Capítulo 1 – Técnica “Caixa de areia” para psicopedagogos
Capítulo 2 – Teóricos envolvidos com a caixa de areia
Capítulo 3 – Psicanalistas importantes que também falaram sobre e recorreram ao jogo da caixa de areia
Capítulo 4 – Aspectos da fisiologia das funções cerebrais
Capítulo 5 – Considerações sobre a função do psicólogo e psicopedagogo
Capítulo 6 – Para que serve? A técnica SANDPLAY – “Caixa de areia”
Capítulo 7 – Quando utilizar a técnica da caixa de areia - SANDPLAY
Capítulo 8 – Por que este trabalho é técnica?

Parte II – Teóricos da Educação

Capítulo 1 – Teóricos da Educação

Parte III – Caixa (jogo) de areia

Capítulo 1 – Caixa (jogo) de areia
Capítulo 2 – Caixa de areia no processo psicopedagógico
Capítulo 3 – Regrinhas básicas e fundamentais na utilização da técnica SANDPLAY
(Caixa de areia)

Parte IV – Descrição da técnica da caixa de areia

Capítulo 1 – Materiais necessários para o desenvolvimento da técnica SANDPLAY
(Caixa de areia)
Capítulo 2 – Esquema de interpretação dos simbolismos segundo a psicopedagogia
Capítulo 3 – Estímulos proporcionados na caixa de areia
Capítulo 4 – Dicas para o psicopedagogo




Comentários (0)

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
    Ruim           Bom

Etiquetas: Psicopedagogia