• Bateria MAC Breve - MACB Bateria de Avaliação da Comunicação Versão Abreviada

Bateria MAC Breve - MACB Bateria de Avaliação da Comunicação Versão Abreviada

  • Editora: PRO-FONO
  • Autor: VARIOS
  • Produto disponível


  • R$488,00


Especificação
Título BATERIA MAC BREVE - MACB
Autores(as) Fabiola Schwengber Casarin/ Lilian Cristine Scherer/ Maria Alice de Mattos Pimenta Parente/ Perrine Ferré/ Hélène Côté/ Bernardette Ska/ Yves Joanette/ Rochele Paz Fonseca
ISBN 9788581290072
Edição / Ano 1/2014
Dimensões 36x25x3
Descrição

Este instrumento completo de avaliação é composto por um Livro Introdutório, um Protocolo de Registro, um Manual de Aplicação, um Caderno de Estímulos, duas triagens de avaliação (versão profissionais da saúde e versão familiares) e um CD contendo arquivos para impressão (triagens e Protocolo de Registro).

A Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação Breve – versão abreviada - Bateria MAC Breve – MAC B – foi adaptada para o Português Brasileiro do instrumento original canadense Protocole Montréal d’Évaluation de La Communication de Poche - Protocole MEC de Poche e da versão expandida brasileira, a Bateria MAC (Fonseca et al.- Bateria Montreal de avaliação da comunicação: Bateria MAC. Barueri/SP: Pró-Fono, 2008). Examina quatro processamentos comunicativos orais principais: nível da palavra e da sentença (léxico-semântico), prosódia em sentenças e no discurso (prosódico), nível de sentença e discurso com processamento de inferências (pragmático e discursivo). Além disso, como novidade, há duas tarefas com subtestes de leitura e de escrita.

Inúmeros quadros neurológicos (por exemplo, traumatismo crânio-encefálico, demências) e/ou psiquiátricos (por exemplo: esquizofrenia, transtornos de humor) podem apresentar sequelas cognitivo-comunicativas envolvendo um ou mais destes processamentos. Como ilustração, pacientes com lesão de hemisfério direito podem apresentar alterações nos processamentos discursivo, pragmático-inferencial, léxico-semântico, prosódico, na leitura e/ou na escrita. Alguns dos sintomas que podem ser observados são: desrespeito às regras de conversação; voz predominantemente monótona; dificuldade em compreender a utilização do sentido indireto ou figurado da linguagem; entre outras. Essas alterações comunicativas podem ocasionar um impacto funcional e psicossocial nas relações dos pacientes com todos seus interlocutores (meio familiar, social, laboral).

A Bateria MAC B avalia, de maneira abreviada, os processamentos discursivo, pragmáticoinferencial, léxico-semântico, prosódico, leitura e escrita, por meio de nove subtestes. O tempo médio total de aplicação é 40 minutos. Sua aplicação pode ser parcial, a partir da escolha de subtestes pelo clínico/pesquisador. Pode ser utilizada em hospitais, ambulatórios e clínicas. Sugere-se que seja realizada a avaliação com a Bateria MAC, versão expandida, sempre que encontrada alteração em algum subteste da MAC B.
Este Instrumento auxiliará no diagnóstico de distúrbios comunicativos, com normas, validade e confiabilidade para indivíduos entre 19 e 75 anos de idade e diferentes níveis de escolaridade. A partir dos dados dessa avaliação, o clínico poderá unir dados com outros procedimentos (observação, entrevistas, tarefas clínicas e ecológicas e outras ferramentas padronizadas), em busca de um diagnóstico da saúde comunicativa, além de ter indícios para o desenvolvimento de um programa terapêutico adequado a cada caso.

Aqui, confirma-se a viabilidade da proposta de rastrear os indicadores clínicos de alterações do hemisfério direito e amplia-se o número de beneficiados, pela facilitação resultante da redução do tempo de aplicação, sem perda das propriedades do instrumento original, numa possibilidade de complementação integrada das duas versões. Uma consequência da expansão do número de usuários avaliados será a possibilidade de construção de perfis de amplos contingentes populacionais, de modo ágil e em diferentes contextos, tais como ambulatórios, consultórios e em beira de leito.
O alcance da aplicabilidade dessa bateria não é pequeno. Os potenciais usuários são de diferentes faixas etárias e condições clínicas: destina-se a traçar perfis comunicativos de indivíduos com doença de Alzheimer em fase inicial, indivíduos com traumatismos cranioencefálicos e com lesão por doenças vasculares de hemisférios esquerdo e direito. Ainda, portadores de depressão, transtorno de déficit de atenção com hiperatividade poderão também ser beneficiados. Um diferencial do instrumento e prova de sua sensibilidade diagnóstica é o fato de detectar alterações de comprometimentos cognitivos leves e prestar-se à avaliação de indivíduos senescentes.
Leticia Lessa Mansur. Livre-Docente - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Professora Associada do Curso de Fonoaudiologia - Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Informações

Capítulos do Livro Introdutório

Capítulo 1. Protocole MEC de Poche: A História do Protocolo Montreal de Avaliação da Comunicação Desde a Década de 1990
Perrine Ferré/ Bernadette Ska/ Yves Joanette

Capítulo 2. Neuropsicologia da Comunicação: O Papel do Hemisfério Direito e a Cooperação Inter-Hemisférica
Gigiane Gindri/ Perrine Ferré/ Maria Alice de Mattos Pimenta Parente/ Yves Joanette/ Rochele Paz Fonseca

Capítulo 3. Adaptação da Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação – Versão Abreviada – Bateria MAC Breve – MAC B
Fabíola Schwengber Casarin/ Camila Rosa de Oliveira/ Lilian Cristine Scherer/ Maria Alice de Mattos Pimenta Parente/ Perrine Ferré/ Hélène Côté/ Bernardette Ska/ Yves Joanette/ Rochele Paz Fonseca

Capítulo 4. Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação - Versão Abreviada – Bateria MAC Breve - MAC B: Manual de Aplicação, de Pontuação e de Interpretação
Fabíola Schwengber Casarin/ Camila Rosa de Oliveira/ Lilian Cristine Scherer/ Maria Alice de Mattos Pimenta Parente/ Perrine Ferré/ Hélène Côté/ Bernardette Ska/ Yves Joanette/ Rochele Paz Fonseca

Capítulo 5. Evidências de Fidedignidade da Bateria MAC Breve - MAC B
Caroline de Oliveira Cardoso/ Maximiliano A. Wilson/ Rochele Paz Fonseca

Capítulo 6. Evidências Baseadas no Conteúdo da Bateria MAC Breve - MAC B
Caroline Cardoso/ Laura Branco/ Charles Cotrena/ Fabíola Schwengber Casarin

Capítulo 7. Busca por Evidências em Relação a Variáveis Externas – Grupos Contrastantes por Critério Educacional e Clínico
Rochele Paz Fonseca/ Camila Rosa de Oliveira/ Karina Carlesso Paglarin/ Nicolle Zimmermann

Capítulo 8. Normas de Desempenho da Bateria MAC Breve por Escolaridade e Idade
Fabíola Schwengber Casarin/ Camila Rosa de Oliveira/ Karina Carlesso Pagliarin/ Rochele Paz Fonseca

Capítulo 9. Perfil Comunicativo de um Adulto Neurologicamente Saudável
Bruna Matias da Silva/ Valéria de Carvalho Fagundes/ Karina Carlesso Pagliarin

Capítulo 10. Perfil Comunicativo de um Adulto com Traumatismo Cranioencefálico
Natalie Pereira/ Gigiane Gindri/ Nicolle Zimmermann/ Fabíola Schwengber Casarin

Capítulo 11. Aplicabilidade Clínica da Bateria MAC Breve
Fabíola Schwengber Casarin/ Maria Alice de Mattos Pimenta Parente/ Rochele Paz Fonseca

Capítulo 12. Considerações Finais
Fabíola Schwengber Casarin/ Rochele Paz Fonseca


Manual de Aplicação, de Pontuação e de Interpretação

• Questionário sobre a consciência das dificuldades

• Discurso conversacional

• Interpretação de metáforas

• Fluência verbal livre

• Prosódia emocional – produção

• Julgamento semântico

• Discurso narrativo

• Interpretação de atos de fala

• Leitura

• Escrita


Caderno de Estímulos

• Interpretação de Metáforas

• Prosódia Emocional

• Julgamento Semântico

• Interpretação de atos de fala

• Leitura


Protocolo de Registro

• Questionário sobre a consciência das dificuldades

• Discurso conversacional

• Interpretação de metáforas

• Fluência verbal livre

• Prosódia emocional – produção

• Julgamento semântico

• Discurso narrativo

• Interpretação de atos de fala

• Leitura

• Escrita


Triagem de Distúrbios Comunicativos em Indivíduos com Quadro Neurológico

• Versão a ser preenchida por um profissional da saúde

• Versão a ser preenchida por um familiar, amigo ou cuidador


CD

• Disponibilização dos arquivos para impressões posteriores:

- da Triagem de Distúrbios Comunicativos em Indivíduos com Quadro Neurológico: versão a ser preenchida por um profissional da saúde.

- da Triagem de Distúrbios Comunicativos em Indivíduos com Quadro Neurológico: versão a ser preenchida por um familiar, amigo ou cuidador.

- do Protocolo de Registro.

Comentários (0)

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.