• Hipnoterapia Cognitiva Condicionamento Averso a doces

Hipnoterapia Cognitiva Condicionamento Averso a doces

  • Editora: SINOPSYS
  • Autor: SILBERFARB
  • Produto disponível


  • R$38,00


Especificação
Título HIPNOTERAPIA COGNITIVA CONDICIONAMENTO AVERSIVO A DOCES
Autor(a) Benomy Silberfarb
ISBN 9788595010567
Edição / Ano 1/2018
Número de Páginas 78
Dimensões 23x16x1
Capa BROCHURA
Descrição
Do mesmo autor de Hipnoterapia cognitiva: tratamento dos transtornos alimentares e controle de dietas e Hipnoterapia cognitiva: tratamento clínicos dos transtornos da ansiedade e seus sintomas, este livro vem ao encontro das necessidades dos profissionais que trabalham com transtornos alimentares e controle de dietas lidando com dificuldade dos pacientes em abrir mão do açúcar. Tratar esta dependência é tratar vícios, e a hipnoterapia cognitiva traz ferramentas integrativas às intervenções para pacientes devidamente testados em sua suscetibilidade à hipnose e, portanto, tecnicamente vulneráveis ao protocolo de aversão a doces. O psicólogo encontrará neste livro um excelente caminho para ajudar pacientes sensíveis ao processo e que estejam em busca, seja por questões estéticas ou em decorrência de diabetes, de uma vida mais saudável sem os doces.



Sumário
1
A representação mental dos doces e o vício do açúcar

2
A importância da contextualização nas aversões

3
Vínculo e relação terapêutica

4
Confiança, permissividade e expectativa

5
A psicoeducação simples com qualidade

6
A contaminação pelos mitos

7
A suscetibilidade e a sugestionabilidade das pessoas

8
Os instrumentos de aplicação e avaliação – QSH, IRP

9
Preparando o cliente, o ambiente e o profissional

10
  Como testar a suscetibilidade dos clientes?

11
  As técnicas de indução ao transe hipnótico

12
   O transe hipnótico completo: a propriocepção adaptativa

13
   O protocolo da hipnoterapia cognitiva

14
   O campo eletromagnético: hipnoafetivo

15
   Como fazer a aversão?




Comentários (0)

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
    Ruim           Bom

Etiquetas: Terapia cognitiva comportamental